Você é o visitante Nº

REFLEXÃO!

Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá.
- Ayrton Senna

quinta-feira, 24 de março de 2016

LUTO NO FUTEBOL, MORRE UM DOS MAIORES JOGADORES DA HISTÓRIA DO FUTEBOL HOLANDÊS.

Johan Cruyff morre aos 68 anos após luta contra câncer.
O ídolo holandês Johan Cruyff morreu nesta quinta-feira.
Ele tinha 68 anos e lutava contra um câncer de pulmão.
A doença havia sido diagnosticada em outubro de 2015.
"Em 24 de março de 2016, Johan Cruyff (68) morreu
pacificamente em Barcelona, cercado de sua família após
uma dura batalha contra um câncer. É com grande
tristeza que pedimos que você respeite a privacidade da
família durante este tempo de pesar", registrou o
comunicado oficial no site do ex-jogador.
Considerado um dos maiores jogadores da história do
futebol europeu, Cruyff ficou famoso por ter
apresentando um futebol revolucionário, pois unia
habilidade, grande conhecimento tático e técnico.
Comandou a seleção holandesa na Copa de 1974, sendo
um dos protagonistas do time que ficou conhecido
como "Laranja Mecânica", que tinha uma estrutura tática
inovadora e ficou com o vice-campeonato mundial.
Era uma seleção com fortíssimo senso coletivo;
jogadores não guardavam posições e se destacavam
pela técnica. Antes de se destacar na seleção da
Holanda, Cruyff já fazia sucesso pelo Ajax. O ex-jogador
também vestiu a camisa do Barcelona. Ele ainda
disputou o Mundial de 1978.
Depois de se aposentar, Cruyff se tornou técnico e fez
um trabalho de sucesso pelo Barcelona, com o
tetracampeonato espanhol entre 1990 e 1994. Ele também
levou o clube da Catalunha ao título inédito da Liga dos
Campeões, em 1992.
O holandês foi um fumante inveterado. O vício começou
ainda como jogador. Cruyff não escondia o prazer pelo
cigarro e não se importava com as consequências
negativas que isso poderia acarretar na carreira. Ele,
porém, abandonou o cigarro há 25 anos após ter sofrido
problemas cardíacos. Na época, ele chegou a passar por
uma cirurgia.
Apesar de sempre criticar a seleção brasileira durante as
Copas, Cruyff sempre se mostrou um fã do futebol
praticado por aqui devido à qualidade apresentada pelos
brasileiros.
Em uma oportunidade, ao ser questionado sobre quem
foi o melhor jogador com quem trabalhou, o holandês
citou Romário. Os dois trabalharam juntos no Barcelona
Por:JSBLOGUEIRO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POSTAGENS MAIS LIDAS DA SEMANA